Lino de França

 

mp3 - Boiadeiro/ Cigarro de Palha

mp3 - Teresina/ A Vida do Viajante

Para salvar os arquivos no computador, clique com o botão direito, depois em "salvar destino como" ...

 

 

 

 

        Lino de França nasceu na cidade de Fernandópolis, no estado de São Paulo e toca sanfona desde os 6 anos de idade. Sempre influenciado pelo seu pai, um pernambucano chamado Luiz, sanfoneiro e cantador, que por ser filho de uma mulher chamada Ana sempre que se apresentava nas festas do sertão as pessoas diziam que quem iria tocar era "Luiz de Ana". Por isso, quando se mudou para São Paulo, seu pai juntou tudo e adotou como nome artístico: "Luiz Diana". E sempre se apresentava a caráter trazendo no peito a sanfona  com chapéu de couro, peixeira e borná, tal e qual um legitimo cangaceiro.

        Ainda garoto, Lino de França passou a dar seus primeiros passos na sanfona. Aprendeu, com a ajuda do seu pai, a primeira parte do hino nordestino Asa Branca e depois foi se virando sozinho para aprender o resto da canção. Além das aulas de sanfona, Luiz Diana fez seu filho aprender uma lição pra lá de inesquecível: amar a Luiz Gonzaga como artista e como ser humano.

        De Luiz Gonzaga, Lino só conhecia a voz e o som da sanfona através do rádio, já que sua família não possuía televisão, nem discos, nem fotos do artista. Mas o que fazia o garoto aliviar sua curiosidade era o fato de ter crescido ouvindo as pessoas dizerem que seu pai era a cara de Luiz Gonzaga.

        Certa vez, sabendo que Luiz Gonzaga ia aparecer na televisão, trazido por Lúcio Mauro no programa "Alô Brasil, Aquele Abraço" da Rede Globo, na maior ansiedade para conhecer seu ídolo rumou para a casa de uma tia que tinha TV e ficou esperando até tarde da noite o início da atração. Quando anunciaram, quando Gonzagão apareceu, Lino, criança, levou um choque: por um instante pensou que era seu pai quem estava ali. Realmente as pessoas tinham razão: eles eram muito parecidos.

        A partir daquele dia, com oito anos de idade, juntou os dois em um só: seu pai lhe dava o norte na vida e Gonzaga lhe dava o norte na arte. E tem sido assim, há mais de 30 anos.

        Com sua bela voz que nos remete logo de cara a Luiz Gonzaga, com seu repertório impecável que passeia entre astros do forró e mitos da MPB e um conjunto pra lá de bem afinado, o show de Lino de França é com certeza, além de gostoso de dançar e ouvir, uma legitima aula de forró.

Visite www.linodefranca.com.br

 

© Luciano Queiroz - Todos os Direitos Reservados

Melhor Visualizado na configuração 1024 x 768 píxels